cadastro.asp

 

 

Histórico

O Ambiente Brasil Centro de Estudos é uma ONG sócio-ambientalista sem fins econômicos, sediada em Viçosa (MG) e fundada em 30 de março de 1999, por professores, pesquisadores e profissionais liberais, a maioria vinculada à Universidade Federal de Viçosa, com a missão de trabalhar com Educação Ambiental e Meio Ambiente.
Tem como um dos principais focos de atuação a consolidação da cidadania pela Educação Ambiental. Já desenvolveu vários projetos em parcerias diversas, incluindo os Ministérios do Meio Ambiente e da Educação, a Fundação O Boticário de Proteção a Natureza, a CEMIG, a Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG/SENAI-MG) e diversas Prefeituras Municipais, além de já ter assinado convênios com a UFV, com a Secretária Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD), com a Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM) e com a Fundação Biodiversitas. Atualmente, mantém parceria com a CEMIG e convênios com o IEF, com a FEAM, com a Faculdade de Viçosa (FDV), com a UFV, com a VSB, entre outros.
Em 11/04/2002 foi publicado no Diário Oficial da União o deferimento, pelo Ministério da Justiça, de seu pedido de qualificação como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) federal, processo MJ 08015.003578/2002-31.
Em 23/02/2007 foi publicado Diário Oficial de Minas Gerais, o deferimento, pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais, de seu pedido de qualificação como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) estadual, nos termos da Lei 14.870, de 16/12/2003.

O que fazemos e O que fizemos

            Em setembro de 2009 o Ambiente Brasil deu sequência ao projeto de capacitação de vereadores em temas ambientais, oferecendo o “Curso de Capacitação de Vereadores em Gestão Pública de Meio Ambiente” no município de Piranga, com a participação de técnicos do Ambiente Brasil e do IEF. Foi registrada a participação de 100% dos vereadores, além de dezenas de lideranças e técnicos que atuam no município.
Julho de 2009 marca a assinatura de Convênio entre o Ambiente Brasil e a VALE, com a interveniência do IEF, tendo como objetivo apoiar as ações do Previncêndio. Foram contratados pela OSCIP 80 brigadistas temporários para atuarem nos Parques Estaduais do Rola Moça (40), do Itacolomi (20) e na Base da Força Tarefa de Viçosa (20).
Em junho de 2009, o juntamente com o IEF, a ONG Brasil coordenou o IV FOREA – Fórum Regional de Educação Ambiental, desta vez realizado em Pedra Dourada, com a participação decisiva da Prefeitura daquele município. O número de municípios participantes aumentou, de 14 para 16. Ao final do evento, foi escolhida a cidade de são Francisco do Glória para sediar o V FOREA, a ser realizado em 2010.
            A inauguração da sede do Programa de Educação Ambiental “Vislumbrar”, em Jeceaba (MG), marcou o mês de junho de 2009.
Nos meses de abril, maio e junho de 2009 o Ambiente Brasil ofereceu a capacitação de vereadores em temas ambientais, promovendo o “Curso de Capacitação de Vereadores em Gestão Pública de Meio Ambiente” nos municípios de São Brás do Suaçuí, Entre Rios de Minas e Jeceaba, na região dos Campos das Vertentes de Minas Gerais, com a participação de técnicos do Ambiente Brasil, do IEF, do CIBAPAR/CBH Paraopeba e da Promotoria de Meio Ambiente de Entre Rios de Minas.
            Em março de 2009 o Ambiente Brasil implantou mais um projeto pioneiro: o treinamento de vereadores em temas ambientais. Com o apoio de DPS - UFV e da Câmara de Vereadores de Viçosa foi realizado o “Curso de Capacitação de Vereadores em Gestão Pública de Meio Ambiente”, com a participação de técnicos do Ambiente Brasil, do Diretor Geral do IEF - MG, da Promotora de Meio Ambiente de Viçosa e do Assessor Jurídico do CODEMA.
            Em fevereiro de 2009 o Ambiente Brasil instala sua Base de Jeceaba alugando uma casa para ser a sede do Programa de Educação Ambiental – PEA/VSB.
            No mês de dezembro de 2008 o Ambiente Brasil ganhou licitações do IEF, na modalidade de Pregão, para a elaboração de quatro Planos de Manejo para as seguintes Unidades de Conservação: Parque Estadual Serra Verde, Monumento Natural Peter Lund, Gruta Rei do Mato e Floresta Estadual de Uaimií.
            Em novembro de 2008 o Ambiente Brasil disputou e foi vencedor do Pregão promovido pelo IEF para a realização de Estudos Técnicos para a Criação de Unidades de Conservação do Sistema de Áreas Protegidas (SAP) do Vetor Norte de Belo Horizonte, atividade inserida nos Projetos Estruturadores do Governo de Minas Gerais.
            Com o objetivo de implementar um processo de certificação em “Boa Gestão do Termo de Parceria”, a Secretaria Estadual de Planejamento (SEPLAG) e o Instituto de Governança Social (IGS) lançaram o Programa de Fortalecimento em Gestão das OSCIPs Mineiras, representado por um curso de capacitação dos gestores das OSCIPs parceiras do estado, em carga total de 60 horas, de agosto a dezembro de 2008. O Ambiente Brasil participou da capacitação com presença marcante de seus técnicos e diretores.
            No mês de outubro de 2008 o Ambiente Brasil foi contratado, a partir de processo seletivo, para implantar o Programa de Educação Ambiental – PEA, da fábrica de tubos de aço sem costura, empreendimento em fase de implantação pela VSB Vallourec e Sumitomo Tubos do Brasil em Jeceaba, Minas Gerais. O PEA tem como público-alvo as comunidades afetadas pelo empreendimento nos municípios de Jeceaba, São Brás do Suaçuí e Entre Rios de Minas, além de uma parte de Congonhas, com duração inicial de dezessete meses.
            Ainda em outubro, o Ambiente Brasil realizou, em conjunto com a FEAM, o II FIA - Fórum Interinstitucional Ambientação, no contexto do Ambientação, programa acobertado por Termo de Parceria FEAM/Ambiente Brasil.
Em agosto de 2008, a convite do IEF e da Prefeitura de Lima Duarte (MG), o Ambiente Brasil assumiu a Coordenação da organização do Fórum Regional de Educação Ambiental da Região do Parque estadual do Ibitipoca, a ser realizado 2009, envolvendo nove municípios da região de influência do Parque.
Nos dias 12 e 13 de Junho de 2008, o Ambiente Brasil coordenou o III Fórum Regional de Educação Ambiental, realizado na cidade de Tombos, MG, com a participação de representantes de 14 municípios mineiros dos entornos dos Parques Estadual do Brigadeiro e Nacional do Caparaó, além do interesse de participação de cidades dos estados do Rio de Janeiro (Porciúncula) e do Espírito Santo (Dores do Rio Preto).
De 02 a 07 de Junho de 2008 o Ambiente Brasil coordenou a Semana do Meio Ambiente de Viçosa, que teve como destaque o I Seminário de Meio Ambiente de Viçosa. Os eventos contaram com a participação e o apoio do Ministério Público do Meio Ambiente, IEF, Prefeitura, SAAE, entre outros.        
Em 05 de junho de 2008, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Ambiente Brasil participou da assinatura do pedido de criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural Rubens Resende Fontes, a primeira RPPN de toda a região de Viçosa (MG).
Também em 05 de junho de 2008, Dia Mundial do Meio Ambiente, a Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais (FEAM) assinou com o Ambiente Brasil um Termo de Parceria, o primeiro do Sistema Estadual de Meio Ambiente (SISEMA). Tal Termo incluiu a OSCIP como braço Terceiro Setor no AMBIENTAÇÃO – Educação Ambiental em Prédios do Governo de Minas Gerais, programa que tem a proposta de estimular a mudança de comportamento por meio da construção de uma nova cultura institucional na administração pública, voltada para a adoção de critérios ambientalmente corretos, práticas sustentáveis e melhoria da qualidade de vida no trabalho.
No mês de março de 2008, o Ambiente Brasil realizou trabalho de campo e de escritório, que resultou na publicação: “Avaliação Ecológica Rápida da Fazenda Laranjeira, município de Diogo de Vasconcelos, MG”. O trabalho envolveu a participação de dez pesquisadores, tendo sido submetido ao II Congresso Mineiro de Biodiversidade – COMBIO.
            No mesmo mês, a OSCIP assinou convênio tripartite com o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e a Prefeitura Municipal de Viçosa com o objetivo de implantar, de maneira efetiva, o Parque Municipal do Cristo Redentor.
Em março de 2008 o Ambiente Brasil concluiu trabalhos iniciados dois meses antes, a partir de contrato assinado com o IEF/PROMATA, para realizar um Cadastramento de Produtores Rurais interessados em participar de um Programa de Seqüestro de Carbono no conceito de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo – MDL. Tal Programa, que é fruto de uma parceria do Governo de Minas Gerais com o banco alemão KFW, tem dois objetivos principais: contribuir para a redução dos gases estufa e promover a consolidação de um corredor ecológico entre os Parques estadual do Brigadeiro e Nacional do Caparaó. Realizado em tempo recorde, o cadastramento levantou cerca de 200 produtores interessados, cujas áreas disponibilizadas para o Programa atingiram cerca de 2.200 hectares.
            O mês de fevereiro de 2008 marcou a campanha de campo do Plano de Manejo do Parque Estadual Nova Baden, cujos trabalhos de elaboração foram iniciados no mês anterior.
            Em janeiro de 2008 o Ambiente Brasil inicia novo projeto na Fazenda Engenho d’Água, em Ouro Preto, apoiado pelo IEF, para pesquisa sobre a Criação Comercial de Pacas. No mesmo mês, também apoiado pelo IEF, tem início o projeto de apoio ao CETAS – Centro de Triagem de Animais Silvestres da UFV.
Resultados de parceria com a CEMIG estão em fase final de ajustes três produtos sobre o lobo-guará: uma Cartilha, em CD ROM e um Relatório Técnico. Consolidando sua vocação e sua expertise na produção de materiais de qualidade em educação ambiental, os produtos devem ser lançados ainda no primeiro semestre de 2008.
Em dezembro de 2007, em cerimônia realizada em Belo Horizonte, a ONG foi premiada, ficando com o segundo lugar entre os projetos de 47 ONG’s de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal inscritas no “Prêmio Furnas Ouro Azul” de iniciativas em defesa dos recursos hídricos, promovido pelos jornais Estado de Minas e Correio Brasiliense. O projeto de Educação Ambiental e de distribuição de cartilhas “O Velho Chico, a Voz do Rio”, implantado em Três Marias, em março de 2007 foi o selecionado e premiado.
            Em novembro, o Ambiente Brasil concorreu em edital aberto pelo IEF e ganhou a concorrência pública (pregão) para elaborar o Plano de Manejo do Parque Estadual de Nova Baden.
            No dia 04 de outubro de 2007 o Ministério Público de Minas Gerais comemorou os seis anos da Coordenadoria de Defesa do Rio São Francisco, com cerimônia realizada em Belo Horizonte, em que são homenageados os parceiros nesta empreitada. O Ambiente Brasil e seu Coordenador Geral Prof. Luiz Fontes são homenageados no evento, por sua parceria e contribuição em defesa do Velho Chico.
            Ainda em outubro de 2007, o Ambiente Brasil, a partir de acordo com o IEF deu início à elaboração do Plano de Manejo da Floresta Estadual do Uaimií e a revisão do Plano de Manejo da Reserva Biológica do Tripuí, ambas UC’s localizadas em Ouro Preto, Minas Gerais.
            Em agosto, o IEF assinou com o Ambiente Brasil Termo de Cessão de Uso, transferindo para a OSCIP a responsabilidade sobre o barco “Óia o Chico”, sediado em Pirapora e destinado a projetos de Pesquisa e de Educação Ambiental.
            Em Julho de 2007 o IEF assinou dois convênios com a OSCIP, garantindo a continuidade do PROMATA e do PREVINCENDIO. No mesmo mês, foi assinado Convênio entre a ABPED - Associação Brasileira dos Produtores de Eucalipto Para Uso Doméstico, tendo o IEF como interveniente. O convênio prevê ações de educação ambiental ao longo do Rio São Francisco, com base em Pirapora, Minas Gerais. Por força deste Convênio, o Ambiente Brasil assumiu uma base operacional em Pirapora.
            Ainda em Julho de 2007, a ONG apresentou ao Ministério da Integração Nacional o projeto “Revitalizando a Todo Vapor”, prevendo ações educativas e de sensibilização nas dez cidades mineiras em que o Rio São Francisco é navegável, utilizando-se do vapor Benjamim Guimarães, único em navegação no mundo, como veículo de mobilização das populações.
            No dia 05 de junho de 2007, Dia Mundial do Meio Ambiente, a Câmara Municipal de Viçosa concedeu ao Prof. Luiz Fontes, Coordenador Geral do Ambiente Brasil a Comenda Prof. Arlindo de Paula Gonçalves, comenda ambientalista concedida a três personalidades que se destacaram na defesa do meio ambiente de Viçosa e região.
             Em maio de 2007 o Ambiente Brasil foi escolhido por jornalistas de Viçosa para receber o 5o Prêmio Expressão Viçosa, como ONG de destaque ambientalista de Viçosa, MG.
             Em abril de 2007, a ONG intensificou os trabalhos de assessoramento à Prefeitura de Espera Feliz (MG) na condução do processo de organização do II FOREA – Fórum Regional de Educação Ambiental, que foi realizado com expressivo sucesso nos dias 26, 27 e 28 de junho, em Espera Feliz, envolvendo os mesmos 12 municípios participantes do I FOREA, realizado em Carangola, em 2006. O evento contou com a participação, tal como em 2006, do Secretário de Meio Ambiente de Minas José Carlos Carvalho e de 10 prefeitos da região.
              No mês de março de 2007 o Ambiente Brasil desenvolveu campanha de Educação Ambiental em defesa do Rio São Francisco, em Três Marias, MG, com amplo programa de sensibilização e de distribuição das cartilhas do Velho Chico. Foram distribuídas cerca de 20.000 cartilhas para uma população de 25.000 habitantes da cidade, com atividades em todas as escolas, todas as igrejas, associações, comércio etc.
Ainda em março de 2007, o Ambiente Brasil deu início ao curso de especialização “MBA em Gestão Ambiental”, em parceria com a Faculdade de Viçosa - FDV. A primeira turma teve 32 inscritos, sendo cerca de vinte dos alunos técnicos do IEF e da Polícia Ambiental de Minas Gerais.
              Em fevereiro de 2007 um novo lançamento foi promovido pela ONG: a cartilha “O Velho Chico, A Voz do Rio”. Desenvolvida como resultado de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público de Minas Gerais, por intermédio das Promotorias de Defesa do Rio São Francisco, que teve a ONG como interveniente. Foram impressas 50.000 cópias da cartilha. O lançamento teve a presença do Dr. Marcos Paulo Souza Miranda, Coordenador das Promotorias de Defesa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais e que participou do processo do referido TAC.
             No dia 08 de dezembro de 2006 o Ambiente Brasil lançou dois produtos de Educação Ambiental: o livro “Recursos Hídricos e Percepção Ambiental no Município de Viçosa, MG” e a Cartilha “Recursos Hídricos no Âmbito dos Municípios”, durante o seminário “Recursos Hídricos e Percepção Ambiental no Município de Viçosa, MG”, evento promovido em conjunto com o DPS/UFV e a Empresa Júnior de Engenharia Ambiental. Destinados especialmente aos professores de ensino fundamental e médio, os lançamentos representaram significativa contribuição à disseminação de informações que auxiliam na preservação dos recursos hídricos.
                Em dezembro de 2006 ao OSCIP entregou ao IEF a versão final do Plano de Manejo do Parque Estadual do Brigadeiro, elaborado a partir de Contrato assinado em dezembro de 2005, após seleção pública de propostas oferecida pelo IEF/PROMATA. O trabalho foi concluído após intensas atividades de campo e de escritório, iniciados em janeiro de 2006, envolvendo uma equipe multidisciplinar de cerca de 50 técnicos e estagiários da ONG, da UFV, da UFOP.
                Em outubro de 2006 foi assinado Convênio com a Fazenda Engenho D’Água, sediada em São Bartolomeu, Distrito de Ouro Preto, Minas Gerais. A fazenda tem um criatório de animais silvestres – pacas, catetos, capivaras, queixadas – autorizado pelo IBAMA e IEF, além de desenvolver um projeto conservacionista para reintrodução do veado-catingueiro na região. O Ambiente Brasil irá desenvolver pesquisas na área, bancando uma bolsa de mestrado para uma aluna do curso de Biologia Animal da UFV que irá desenvolver pesquisa de tese na área, com o tema “Espermatogênese do veado-catingueiro”. Um convênio tripartite – IEF/Ambiente Brasil/Fazenda Engenho D’Água foi assinado para apoiar a pesquisa.
         No mês de maio de 2006, a convite da Prefeitura de Carangola, MG, o Ambiente Brasil organizou, juntamente com o IEF, com a Superintendência de Ensino e com secretarias municipais, o I Fórum Regional de Educação AmbientalI FOREA. Com a participação de 12 municípios da região de Carangola, o evento revestiu-se de sucesso, tendo sido agendado o II FOREA, para a segunda quinzena de maio de 2007, a se realizar no município de Espera Feliz, também com a participação do Ambiente Brasil na organização.
         No final de março de 2006, o Ambiente Brasil organizou e sediou o I Encontro de ONGs Ambientalistas Mineiras, realizado em Viçosa, MG, com o apoio da SEMAD e da AMDA.
         A partir de demandas da Prefeitura de Ubá, MG, a OSCIP apresentou diversos projetos sócio-ambientais que resultaram na assinatura de cinco convênios entre a Prefeitura Municipal de Ubá e o Ambiente Brasil, a partir de março de 2006, incluindo o PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil; o SENTINELA, programa que atende a adolescentes e jovens vítimas de violência e ou abuso sexual e o CRAS – Centro de Referência em Assistência Social.
         No início de 2006 foi iniciado um projeto conjunto com a Fundação O Boticário de Proteção à Natureza (FBPN), denominado Projeto “BIOMAS”. A partir do treinamento, em fevereiro, da equipe do Ambiente Brasil, serão capacitados multiplicadores das escolas de diversos municípios da Zona da Mata mineira. Após a capacitação as escolas receberão, da FBPN, kits contendo livros e fita de vídeo sobre os Biomas brasileiros.
Em fevereiro de 2006 o Ambiente Brasil foi convidado pelas Promotorias de Defesa do Rio São Francisco para ser interveniente em Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com a atribuição de desenvolver e publicar uma Cartilha de Educação Ambiental sobre o rio, especialmente sobre sua ictiofauna. A Cartilha foi concluída em novembro de 2006.
           Em dezembro de 2005, o escopo do Convênio com o IEF, no âmbito do PROMATA, foi ampliado passando a englobar, além do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, os Parques Estaduais do Itacolomi e do Rio Doce.
          Ainda em 2005, o Ambiente Brasil submeteu projeto ao edital do MMA, no âmbito do programa PDA, tendo sido aprovada proposta relacionada ao Desenvolvimento Sustentável e ao Ecoturismo, para os municípios de Pedra Bonita e Fervedouro, ambos do entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, (MG). O projeto foi desenvolvido durante o ano de 2006.
           Em Julho de 2005 o IEF propôs Convênio no âmbito do Previncêndio, Programa de Prevenção e Combate de Incêndios Florestais em Minas Gerais. O Convênio assinado incluiu o Ambiente Brasil na Força Tarefa Previncêndio – FTP, cuja Base Operacional localiza-se em Curvelo, centro geográfico do estado. Representa a mais completa iniciativa de toda a América latina na prevenção e combate de incêndios florestais. A partir dessa parceria outras estão sendo estabelecidas, como por exemplo, com o Poder Judiciário Federal de Curvelo e com a Coordenação das Promotorias de Justiça de Defesa do Rio São Francisco, de Sete Lagoas (MG), visando o apoio ao PREVINCENDIO.
           Nos meses de março a novembro de 2005 a OSCIP promoveu uma série de “Seminários Municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável”, envolvendo os Prefeitos, Vices-Prefeitos, Vereadores e Secretários Municipais de 15 municípios, sendo 07 da microrregião de Viçosa e 08 do entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro. Objetivando: discutir questões ambientais gerais e locais, sensibilizar os poderes municipais para temas ligados ao meio ambiente e capacitar as autoridades municipais. Os Seminários foram realizados um por dia, uma cidade a cada vez. O Projeto foi patrocinado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) e pelo IEF.
          No final de 2004 foi uma das ONG’s selecionadas em edital de abrangência nacional, pela Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, para participar do Programa Trainee daquela fundação, desenvolvido ao longo do ano de 2005. Em dezembro de 2005 houve a cerimônia de formatura da Trainee, em Curitiba (PR).
           Em 2004, prosseguiram as parcerias com o Consórcio Candonga, com a UFV, com a FEAM etc. Com o IEF, o Ambiente Brasil assinou parceria para participar de fomento florestal no entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB), âmbito do PROMATA – MG. Além disso, diversos projetos foram desenvolvidos, destacando-se o “Teatro na Escola”, que leva peças com temática ambiental a escolas públicas de Viçosa, quinzenalmente, além do projeto “Momento Ecológico”, inserção duas vezes por semana de temas ambientais no programa Rádio Mulher, da Rádio Montanhesa AM, de Viçosa. A partir dessa experiência em rádio, formulamos projeto semelhante para ser implementado na rádio comunitária “Quintal do Samba FM”. O projeto foi aprovado pelo IEF.
Em 2003, diversos projetos foram implementados pelo Ambiente Brasil, destacando-se a parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF / MG), no âmbito do PROMATA – MG, programa que visa deslanchar ações junto a Unidades de Conservação de Minas. Outra atividade de destaque nesse ano foi a pesquisa “O Que Estudantes de Ensino Médio Pensam Sobre Meio Ambiente”. Aplicada em todas as escolas de Viçosa, públicas e particulares, foram pesquisados mais de dois terços dos estudantes de nível médio do município de Viçosa. Em análise final para publicação, os dados representam, certamente, a mais completa radiografia do que nossos jovens pensam sobre as questões ambientais.
Em junho de 2003 o Ambiente Brasil assinou Termo Aditivo em Convênio com a UFV e a Fundação estadual do Meio Ambiente - FEAM para o oferecimento do curso “Elementos de Química do Solo e Aspectos de Relevância Ambiental” e o levantamento de dados para projeto enfocando problemas do setor de curtumes de Minas Gerais.
Também em 2003, deu-se início a parceria entre a OSCIP e o Consórcio Candonga, formado pela Companhia Vale do Rio Doce e ALCAN/NOVELLIS, empreendedores do Aproveitamento Hidrelétrico Candonga, na bacia do Rio Doce. Ações diversas relacionadas a questões de recursos hídricos foram desenvolvidas pelo Ambiente Brasil na região, tendo atingido mais de 6.000 pessoas dos municípios de Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado.
Consolidando-se como o principal núcleo de produção de material didático sobre educação ambiental em mídia eletrônica do país, lançamos, em 2001, o “Kit Educação Ambiental”, ferramenta importante para educadores e técnicos que trabalham com Meio Ambiente, composto de quatro diferentes títulos em CD ROM e Livros complementares.
O material produzido pela OSCIP, tanto para Internet como os multimídias, já foram analisados e avaliados por profissionais da área de comunicação, tendo recebido fortes indicações de qualidade.
Produzimos, em parceria com o sistema FIEMG/SENAI, o CD ROM “Metodologia em Educação Ambiental”, iniciativa pioneira no país nesse tema.
Concluímos, em parceria com a CEMIG, um CD ROM sobre conservação de água em micro-bacias, denominado de “Colheita de Chuvas”, com a participação da EMATER-MG na produção.
Em 2000, desenvolvemos um projeto sócio-ambiental na cidade de Viçosa, apoiado pela Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, relacionado a recursos hídricos, gestão participativa e educação ambiental, com apoio da UFV, da Prefeitura Municipal, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE e da Fundação Arthur Bernardes, além de diversos outros parceiros. O projeto, cujos relatórios final Técnico e Financeiro foram concluídos e entregues, incluiu todas as escolas de Ensino Fundamental de Viçosa, envolvendo cerca de 830 crianças, sendo uma turma de cada uma das 32 escolas municipais, estaduais e particulares do município.
Cursos de capacitação, em diferentes níveis, é uma das propostas básicas da ONG em demanda espontânea e por solicitação de empresas e prefeituras.
Participamos, ainda, de diversos Conselhos da área ambiental, eleitos representantes de ONGs ambientalistas: COPAM/Câmara Proteção à Biodiversidade; COPAM/Regional Zona da Mata; Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piranga – CBHRP; Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Viçosa CODEMA; Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Viçosa – CMDRS, além do Fórum das ONGs Ambientalistas Mineiras.
A produção de conteúdo para diferentes mídias sempre foi um ponto forte da ONG.  Um Site com conteúdo sobre Meio Ambiente, lançado em 1999 pelo Ambiente Brasil, o www.redeambiente.org.br vem sendo reconhecido com um dos melhores da Internet, recebendo a cotação máxima de três diamantes, para meio ambiente, pelo Brasil – On-Line / BOL (www.bol.com.br).